Afinal, o Cigano de Nilópolis está vivo ou não

Neste domingo, pós-desfile da Beija-Flor, os nilopolitanos perceberam que o perigo pode morar ali ao lado. Durante a madrugada, uma briga motivada por ciúmes quase terminou em tragédia. Porém, quem acompanha as principais páginas no Facebook leu diversas versões da estória.

O que aconteceu

No fim da madrugada, um taxista foi intimidado por Luiz Carlos, chamado de Cigano. Testemunhas informaram que o motivo foi ciúmes de sua esposa. No empurra empurra, Luiz Carlos pegou em seu facão e feriu o taxista que foi embora do local. Passado alguns minutos, uma turma de amigos do ferido cercou o cigano e iniciaram um quebra quebra em sua loja e no próprio. O veículo dele, um triciclo, foi incendiado e ficou completamente danificado.

A Repercussão

Já era 9 horas da manhã quando surgiu as primeiras informações divulgadas na internet. A página Amigos de Nilópolis 2018 publicou:

Segundo ela, cigano foi morto pelos amigos do taxista. Minutos depois outras páginas publicaram a história semelhante, com diferenças de que maneira o motociclista foi morto. O Fake News era tanto que chegaram a ser dito que ele foi degolado e teve seu corpo queimado no triciclo. Nessa repercussão familiares de Cigano passaram mal até saber o que houve com ele.

Desmentindo os fatos

Mais tarde, esse vídeo foi publicado pelo Amigos, no qual é possível ver tanto uma parte da briga quanto o próprio cigano sendo levado com vida para uma ambulância dos bombeiros. Após esses vídeos, pessoas afirmaram que ele foi para o hospital da posse onde estava em estado grave.

A mentira sendo desmentida

Já por volta das 13 horas, diversas pessoas comentaram que viram o Luiz Carlos Cigano na feira da mirandela perto de sua loja. Muitas pessoas não acreditaram, diante de tantas informações falsas, e também, de certa forma, uma intenção de brincar de propagar informações sem apurar e sensacionalistas.

Portanto, o que realmente aconteceu foi que tanto o Cigano quanto o taxista não morreram. Cigano ficou ferido, foi levado para a Posse e foi liberado horas depois. Por volta das 14 horas, o mesmo estava apurando os danos na sua loja e no seu triciclo. Sobre o taxista, não há informações sobre seu estado de saúde.

Deixe uma resposta